Panasonic enfurece redes de TV japonesa

Lançamento da Panasonic permite escolha entre as redes de TV tradicionais e canais da internet no televisor.

app-homeSmart Viera. Uma nova geração de televisores permite aos canais de tevê pela internet tornarem-se conhecidos pela grande massa, competindo em igual condição por anúncios comerciais. O lançamento irritou as redes de difusão presentes no Japão.

Asahi, Fuji, TBS, e outras gigantes da mídia audiovisual desejam que a Panasonic altere o novo televisor de modo que seus programas apareçam primeiro quando o aparelho for ligado. Segundo a versão online do jornal Yomiuri, todas as redes de televisão recusaram-se a veicular anúncios do lançamento da Panasonic [].

É que a partir dessa inovação, os telespectadores poderão confrontar o que as grandes redes de televisão não divulgam – ou distorcem – com o apresentado na internet, como vídeos no Youtube, Vimeo e Niconico.

O poder de optar está revolucionando a teledifusão como jamais experimentamos e a mídia não vê a novidade com bons olhos. A informação mereceu apenas uma nota curta na edição impressa do diário Asahi no dia 7 de Julho.

Agora é o telespectador que, usando seu controle remoto, faz a escolha entre a grande mídia televisiva ou os canais da internet. Além disso, o novo televisor da Panasonic pode ser acionado por um tablet, baixa apps, grava e armazena programas, proporcionando ainda mais facilidade de comparação.

“Este é o início do fim do monopólio de notícias pela grandes redes de televisão”, espera o diretor do canal Sakura do Youtube, Satoru Mizushima.

O grupo a que pertence o canal levou às ruas de Tóquio milhares de manifestantes contra a atuação tendenciosa da mídia japonesa em Outubro de 2012. Apesar da grande proporção dos eventos no centro da capital japonesa, nenhum canal de tevê abordou o assunto.

Já aparecem no Twitter, em Japonês, movimentos em defesa do formato original do aparelho. Esses internautas exaltam a liberdade de escolha do telespectador e são contra a legislação vigente no Japão, que favorece ao monopólio na difusão de informações.

Alguns tuítes falam que isso diminuirá o controle da mente pela grande mídia, porque são as tevês que produzem o formato do controle da opinião pública por outras emissoras de TV e jornais do mundo inteiro. (OH)

Smart Viera

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s