Lembranças da Tailândia

Caverna Khao Luang, em Petchaburi, há duas horas e meia de Bangkok.
Caverna Khao Luang, em Petchaburi, há duas horas e meia de Bangkok.

Brasileiros que vivem no Japão são viajantes por destino. A epopeia de nossos antepassados ao Brasil, a mudança repentina, a experiência de recomeçar a vida numa realidade completamente diferente  nos leva a querer sempre mais. Quem nunca se aventurou pelos belíssimos destinos da Ásia precisa conhecer a hospitalidade e a alegria do povo simples do sudeste asiático.

Destino romântico, a Tailândia é uma monarquia, assim como o Japão e como fora o Brasil em outros tempos. Os  sorrisos do povo do reino do Sião nos encantam desde o aeroporto de Suvarnabhumi até o mais remoto vilarejo. Um povo que sorri mesmo nas adversidades. É assim no presente. Em  Outubro de 2011 as chuvas de monção encheram o rio Chao Phraya que inundou parte de Bangkok, numa severa enchente. Foi no passado  e será no futuro.

O povo budista de um reino jamais conquistado ganha nosso respeito ao menor contato. Sua positividade e capacidade de enfrentar desafios revigoram a alma dos viajantes que por lá passam. Em 2013 foram 26 milhões os turistas estrangeiros que visitaram o país. Bangkok se tornou um hub para outros destinos da Ásia. Em 2013 a revista Times identificou a capital tailandesa como a cidade mais visitada do mundo no Índice Global de Cidades Destino.

Sem dúvida, além do elemento humano, o clima é o principal atrativo. É sempre Verão na Tailândia e todo dia é dia de festa. Seu belíssimo litoral é bem cuidado pelos comerciantes nativos. Pudera, o turismo é o motor da economia do país.

“Kapun krap”, juntam as palmas das mãos e as elevam à altura dos rostos. Assim agradecem os tailandeses, sendo que as mulheres pronunciam diferente. A língua tailandesa e sua escrita única parecem difíceis a princípio mas dominá-la não é necessário para uma agradável estadia. No entanto, os amantes da linguística, como eu, têm nesta língua da família lingüística Kradai, do sul da China, austroasiática, austronésia e sino-tibetana, outro ponto de interesse.

Assim como no Japão, sentimos a metafísica espiritual, com estátuas que remetem a deuses e mitologia própria, por todo o lugar. Templos têm arquitetura única e cores fantásticas. Fazem parte de uma paisagem que mistura natureza, religião e ordem.

Sim, ordem. O comércio tailândes não vende bebidas alcoólicas no meio da tarde. Lojas de conveniência seguem a orientação do governo e o comércio de álcool a partir de meia-noite até as sete da manhã foi suspenso.

Então, atenção bebedores. Você só pode comprar seus drinks das sete da manhã às duas da tarde. À noite a venda recomeça das sete até a meia-noite. Esta lei vale apenas para lojas e supermercados. Restaurantes e discotecas são exceção.

[Continua]

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s